Braquioplastia

A flacidez na região posterior dos braços ocorre principalmente por envelhecimento e emagrecimento, afetando mais as mulheres a partir dos 45 anos. Isto se deve ao excesso de pele formado pelo estiramento desta durante o período de sobrepeso ou da perda de elasticidade da pele devido à idade. Por ser a pele posterior do braço relativamente fina, ela não contrai o suficiente após a perda ponderal, acarretando o excesso de pele local. A prática de exercícios regulares e direcionados aos músculos desta região melhoram bastante o aspecto estético dos braços, porém, se a flacidez já estiver em um grau muito elevado, os exercícios não irão resolver, sendo a cirurgia plástica dos braços a melhor alternativa para melhorar a aparência estética desta região. A dermolipectomia braquial (do braço) visa retirar este excesso de pele, proporcionando um contorno do braço mais natural e menos flácido. . O tempo cirúrgico é de 2 a 3 horas. 

PÓS-OPERATÓRIO
O paciente deve evitar o excesso de movimentos, principalmente levantar os braços por 30 dias, visto que a cicatriz se encontra na axila e será forçada nestes casos. Também será necessário o uso de uma malha compressiva por pelo menos 30 dias. 

COMPLICAÇÕES
Dentre as complicações possíveis da dermolipectomia dos braços, porém incomuns, podem ser citados: hematoma, seroma, infecção, necrose (sofrimento da pele), deiscência (abertura da sutura), quelóide, trombose, embolia e problemas anestésicos. Por serem as complicações mais freqüentes em paciente fumantes, estes devem se abster do cigarro por um mês antes da cirurgia, para minimizar os riscos. No caso de uso de anticoncepcional oral ou injetável, deve-se suspender o uso 1 mês antes da cirurgia, período no qual outro método anticoncepcional deve ser adotado. 

RESULTADO DEFINITIVO
O resultado definitivo da dermolipectomia é atingido após 6 meses da cirurgia, período necessário para a acomodação dos tecidos e amadurecimento da cicatriz.